Notícias

Uma equipa de cientistas da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, desenvolveu um tratamento inovador contra danos provocados por uma lesão renal aguda que poderá evitar a necessidade de realização de hemodiálise.

Em causa está o uso de uma injeção com um líquido hidrodinâmico isotónico capaz de restaurar a função renal.

Durante o estudo, testes realizados com modelos animais mostraram que a injeção com esse líquido na veia renal esquerda, num período de 24 horas após a ocorrência de uma lesão renal aguda, rapidamente restaurou o fluxo sanguíneo no rim, reduzindo a acumulação de células T pró-inflamatórias e melhorando a função renal em geral.

 

"Acreditamos que esse procedimento restabelece a função renal o suficiente para produzir urina e eliminar parte da resposta imune que aumenta o dano renal”, afirmou Robert Bacallao, líder da pesquisa.

 

A adoção de um procedimento terapêutico de 30 minutos com recurso àquela injeção poderá, no futuro, “eliminar a necessidade de diálise”, acrescentou o cientista.

A equipa já realizou um novo estudo bem-sucedido com a terapia inovadora num modelo animal de grande porte e os próximos passos incluem outra grande pesquisa com animais, para “refinar o cateter de primeira geração e criar um dispositivo para executar o procedimento de forma reprodutível e segura”, concluiu Robert Bacallao.

Publicado: portaldadialise | 2017-05-19 00:00 Última atualização: 2017-05-19 15:24:52 Fonte: diariodasaude Tags : Investigação
Partilhar:
Portal da Diálise

"Privilegia informação clara sobre a doença renal, assentando numa base de conhecimentos científicos actualizados"

Comentários