Notícias

A diálise em férias é uma das áreas do Turismo de Saúde em crescimento no nosso país. Para tal contribui a Diaverum, um dos principais prestadores de saúde renal, que através do seu programa “Diálise em Férias”, tem levado a cabo uma missão no sentido de capacitar os doentes renais para que possam desfrutar de umas merecidas férias e viajar sem dificuldades, tendo os seus tratamentos assegurados no local escolhido para destino. A ação levada a cabo tem esclarecido dúvidas e organizando as férias em conjunto com os tratamentos adequados a cada caso, tendo o trabalho nesse sentido sido realizado em parceria com prestadores de cuidados, agências de viagem especializadas no apoio a doentes em férias, doentes e associações que os representam e até outras instituições, tais como autarquias, interessadas em melhorar a oferta de turismo de saúde para os Doentes Renais. Para trás ficam os receios, sendo dado um passo importante na normalização da vida destes doentes.

 

De acordo com dados de 2014 mais de 5 mil doentes fizeram parte do programa Diálise em Férias, sendo Portugal já o segundo maior mercado a nível mundial nesta área, a seguir à Espanha, no quadro dos 20 países onde a Diaverum está presente. André Freitas, Diretor deste programa explica que se trata de uma “oferta que é construída partindo de escutar as necessidades dos doentes e trabalhando em parceria com todos os participantes na resposta que pode ser dada a essas necessidades por forma garantir qualidade e continuidade de tratamento a uma escala global”.

 

Este é um serviço que assegura a todos os doentes que desejem deslocar-se dentro de país, longe da sua clínica de residência, ou até para o estrangeiro, uma experiência simples, segura e revitalizante

 

Graças a esta iniciativa a Diaverum recebeu o prémio High Commendation for Best Marketing Initiative, no evento Medical Travel Awards organizado pelo International Medical Travel Journal (IMTJ). O galardão reconhece a relevância de criar uma rede a nível internacional que permita a realização de diálise em férias, permitindo que os doentes renais tenham um papel ativo nos seus cuidados de saúde e bem-estar.

 

Perder o medo e fazer as malas

Em Portugal, a maioria destes tratamentos está associada aos emigrantes portugueses que vêm passar férias às suas terras de origem. No entanto é crescente o número de estrangeiros (principalmente de alemães, ingleses, espanhóis e franceses) que procuram Portugal para passar férias enquanto recebem tratamento dialítico de primeira qualidade. Muitos doentes portugueses também decidem viajar até ao estrangeiro beneficiando do apoio deste serviço.

 

Através de uma forte rede, que envolve mais de 300 clínicas espalhadas pelo mundo, Associações de Doentes Renais dos mais diversos países e Agências de Viagens especializadas no apoio a Doentes Renais, a Diaverum tem contribuído ativamente para a vinda de doentes estrangeiros para Portugal, onde recebem tratamentos de primeira qualidade, enquanto disfrutam, junto das suas famílias, da vasta oferta turística do nosso país.

 

A Diaverum tem várias clínicas em locais atrativos em Portugal e no Mundo (dos quais se destacam Lisboa, Cascais, Porto, Figueira da Foz, Paris, Londres, Barcelona, Roma, o Sul de Espanha, a Sicília, o Sul de França, etc.). Contudo o principal foco de atração é indiscutivelmente a qualidade médica, a estandardização de processos e a formação do seu staff, que fazem com que a experiência de ser tratado na Diaverum seja idêntica onde quer que seja. São estas características e o nível do apoio prestado na marcação e na organização das férias dos doentes que fazem com que, cada vez mais, a Diaverum seja o destino escolhido por pacientes em férias, mesmo por aqueles que normalmente não são tratados nas suas clínicas.

 

 

Como usufruir da hemodiálise em férias?

Basta dizer que gostava de ir de férias e pedir opções na sua clínica. Prontamente, um profissional de enfermagem prestará informação ao doente acerca das clínicas existentes na proximidade do local de destino pretendido.

 

Onde se dirigir?

Se optar pela Diaverum, pode consultar o site www.diaverum.pt, o facebook.com/Diaverum Portugal ou pedir informações pelo email: ferias.portugal@diaverum.com.

 

Como funciona?

Na Diaverum, a clínica de origem contacta o Coordenador Nacional de Férias, que por sua vez trata de tudo: contacto com a clínica de destino, contacto com uma agência de viagens, solicitação de documentação e análises clínicas que acompanham o doente.

 

Que relação se estabelece entre a clínica de origem e a de destino?

Uma vez estabelecido o contacto com a clínica de destino, o doente não tem que se preocupar com nada, todo o seu processo clínico é passado, pelos médicos da sua clínica de origem, aos médicos da clínica de destino e ao chegar, o doente terá à sua espera o seu tratamento prescrito, ministrado exatamente com a mesma qualidade médica, o mesmo calor no atendimento e a mesma experiência de tratamento a que está habituado.

 

Existem agências de viagens especializadas na hemodiálise em férias?

Sim. Em Portugal a Wide Healthcare (www.widehealthcareservices.com) é especializada na ajuda a doentes em diálise que desejem ir de férias. A nível europeu existem também diversas agências especializadas neste apoio.

 

Existe algum custo acrescido?

Além do custo da viagem e das férias em si – pagas às agências de viagens ou aos hotéis –, não existe nenhum custo acrescido. A Diaverum não acresce qualquer custo por este serviço. Se a diálise for realizada no espaço Europeu, basta apresentar o Cartão Europeu de Saúde (EHIC). Fora do espaço Europeu a hemodiálise tem de ser paga às taxas legais localmente aplicáveis, podendo, à posteriori ser solicitado reembolso às autoridades de saúde nacionais (caso esse reembolso seja aplicável).

 

Publicado: portaldadialise | 2015-07-28 20:27 Última atualização: 2016-10-19 16:53:54 Fonte: Tags : Férias
Partilhar:
Portal da Diálise

"Privilegia informação clara sobre a doença renal, assentando numa base de conhecimentos científicos actualizados"

Artigos Relacionados
Comentários